segunda-feira, 27 de julho de 2009

Monotemática

Por mais que eu me controle, ando monotemática. A compensação é que eu sou só uma das milhões de mulheres prestes a casar que adoram passar horas falando nisso. Outro dia, eu, Fernanda (das 4) e outra amiga nossa que também vai casar parecíamos 3 doidas tagarelando no Shopping da Gávea sobre bem casado, vestido, lua de mel, cor de decoração. Tagarelando alto! Juro que não somos daquelas que passaram a vida esperando o altar. Ou aquelas que acham que a vida se resolve depois dele. Mas o casamento exerce uma coisa nas mulheres. Eu diria que é por ser a celebração do amor. OK, romantismo meu!

Agora, histerismos de noivas à parte, o auge da conversa foi percebermos o quanto a sociedade cobra certas coisas de quem vai casar. Impressionante!! Pra Fernanda, a avó cobrava o uso do véu. Pra Renata, alguém cobrava o bolo e o bem casado. Pra mim, cobraram que o noivo usasse terno. E se você disser que não vai usar buquê... Coragem!

Diga-se de passagem, nós três ignoramos solenemente as demandas alheias, com muito orgulho. Só que não é mole, não! Pressão de família faz você, pelo menos, considerar o protocolo.

Quando o assunto é casamento, você percebe que existem uma série de caixinhas "vc TEM que fazer a coisa assim, assado". Detalhe: as demandas dos outros tem preço e eles se quintuplicam quando você fala a palavra mágica. Não gosto de quem força a barra pra ser diferente, mas admiro muito aquelas pessoas que param e pensam: "o que disso tudo faz realmente sentido pra mim (e pro meu bolso!!!)".

Depois de tanto bla bla bla, queria que vcs vissem um video de casamento superdiferente. Tem gente que não gosta desse clima rave na entrada dos padrinhos, mas que é divertido é!

PS: o meu não vai ter padrinhos, podem deixar!

Por maritab

Um comentário:

Fernanda disse...

muito bom!!!! hahahaha...